Sistema de telemetria do SIMAE de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna

Localizadas no centro-oeste catarinense, as cidades de Joaçaba, Herval D’oeste e Luzerna totalizam 52.000 habitantes. De topografia acidentada, as cidades se desenvolveram às margens do Rio do Peixe e têm a economia baseada no comércio e indústria metal-mecânica. Em 1968, as prefeituras criaram a Autarquia que posteriormente receberia o nome de SIMAE — Sistema Intermunicipal de Água e Esgoto — para atender os serviços de saneamento dos municípios. Hoje com 62 funcionários, o SIMAE atende 16.600 economias contabilizando um volume micromedido de 196.000 m3 de água tratada. Em 1997, o SIMAE iniciou um programa para redução de perdas que resultou em 20% de diminuição de perdas e 30% de economia de energia elétrica. A implantação do sistema de telemetria desempenhou papel fundamental na melhoria do desempenho.  http://www.simae.com.br.

Em 1999, o SIMAE licitou a primeira fase do sistema de telemetria, que foi então fornecido pela empresa Borges & Noronha, de Porto Alegre-RS, com suporte técnico e equipamentos da Alfacomp. O sistema de telemetria se mostrou como ferramenta fundamental no controle da distribuição de água e garantiu o fim do desabastecimento ocasionado por falta de informação sobre o funcionamento das elevatórias. Com base nas informações disponibilizadas pelo sistema, a empresa pôde diminuir o índice de perdas em até 20%. Em 2006, foi tomada a decisão de ampliar e modernizar o sistema e a Alfacomp, vencedora da concorrência, desenvolveu e forneceu o novo sistema, ao longo do ano de 2007. Nos anos que se seguiram o sistema foi ampliado, recebendo unidades remotas para a monitoração dos macromedidores e VRPs.

Descrição do sistema

O sistema de automação funciona em protocolo mestre-escravo. A centralização de todas as comunicações se dá no microcomputador do CCO (Centro de Controle e Operação) localizado na ETA. A água tratada na ETA é bombeada para os reservatórios por uma rede de estações elevatórias. Os níveis e parâmetros remotos necessários para o funcionamento de cada estação são lidos e repassados pelo computador do CCO a cada UR (Unidade Remota), ou seja, a informação de nível do reservatório para o qual uma determinada elevatória recalca água é lida do reservatório e enviada para a elevatória. Todas as comunicações partem do CCO, que é dotado de uma antena omni direcional. A repetidora principal constitui a unidade remota do reservatório RAP 012. Também funcionam como repetidoras as estações remotas dos reservatórios RAP 003, RAP 004, RAP 014, RAP 015 e RAP 010 de Maio.

 Facilidade de operação

Desenvolvido em Elipse E3, o software supervisório tem interface de fácil operação e permite a operação tanto a partir do CCO quanto de outros computadores pertencentes à rede corporativa e até mesmo via Internet, utilizando o Internet Explorer. As telas principais possuem uma janela de fundo preto localizada na base onde são apresentadas as mensagens de alarmes presentes. Quando uma situação de alarme acontecer e enquanto ela estiver ativa ou não reconhecida, uma mensagem relativa à este alarme estará sendo mostrada.

 Telecomando das remotas

A tela das elevatórias apresenta o reservatório para o qual a elevatória bombeia a água. O grupo selecionado mostra como está posicionada a chave que seleciona bombas no quadro da elevatória. No quadro laranja com o nome da estação são apresentados:

  • O indicador de comunicações na forma de um rádio com o tempo em segundos desde a última comunicação com a estação;
  • Ao lado do rádio está um display do relógio interno do clp da estação. Cada vez que a central se comunica com a estação, este número é lido, servindo como um indicador de comunicação;
  • Indicador de motivo de parada;
  • Indicador de grupo selecionado pela chave local;
  • Indicadores de tensão e fator de potência no QGBT;
  • Botão de ajustes e comandos que permite bloquear ou liberar o funcionamento automático e acessar a janela de parâmetros ajustáveis.

 Painéis de telemetria

A série de painéis compactos de Telemetria PT5500 é baseada no clp DUO350 e alia desempenho e economia de espaço. Os novos quadros apresentam alto índice de integração, modularidade, facilidade de manutenção, clp de mercado com protocolo MODBUS RTU mestre e escravo, resultando em montagens de alto desempenho e baixo custo. Os equipamentos destinam-se ao uso em instalações de saneamento tais como elevatórias de água e esgoto, pontos de macromedição e reservatórios. Outras configurações podem ser elaboradas para adequar o  painel às necessidades especificas de cada aplicação.

O sistema de automação e telemetria dos reservatórios e elevatórias de água e esgoto do SIMAE de Joaçaba, Herval D’Oeste e Luzerna existe desde 1999 e, devido a sua simplicidade de operação e manutenção, atende as necessidades dos municípios sem a necessidade de contratos de manutenção, resultando em baixos custos e grande eficiência. O sistema hoje contempla a telemetria de 16 reservatórios (3 dotados de VRP)s, 15 elevatórias de água tratada, 1 elevatória de esgoto, 7 macromedidores de vazão e 1 ETE.

http://www.alfacomp.ind.br

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s