Converter Ethernet para serial pode ser mais fácil do que parece. O equipamento que realiza esta função é o conversor Ethernet/Serial e consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão do padrão TCP/IP para serial RS232/RS485. De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN e pode ser alimentado por tensão CC de 10 a 30V. O conversor suporta taxas de comunicação de 300 a 115200 bps nas portas RS232 e RS485, sem necessidade de ajustes. O padrão RS485 permite a comunicação de até 32 dispositivos em distâncias de até 1200 metros.

  • Tensão de Alimentação: 10 a 30 VCC
  • Porta Ethernet: RJ45
  • Velocidade Ethernet: 10Mbps
  • Protocolos: DHCP, TCP/IP, TCP/IP—MODBUS
  • Porta Serial 1: RS232 (RJ12)
  • Porta Serial 2: RS485 (Borne destacável com 5 conexões)
  • Velocidade Serial: 300 a 115.200 bps
  • Consumo de energia: 100 mA Máx.
  • Temperatura de operação: 0º a +70º C
  • Umidade: 5% a 95% (não condensante)
  • Dimensões (montado em trilho DIN na horizontal): A 72 x L 25 x P 60 mm
  • Proteções: A porta RS485 é dotada de dispositivos do tipo Transorb para proteção contra surtos de tensão.

Localização na rede LAN

A configuração de parâmetros do CS-Ethernet é realizada diretamente pelo navegador web. 

Para encontrar seu conversor na rede, utilize o freeware Ethernet Discoverer, disponível para download no site www.alfacomp.ind.br. Neste aplicativo é possível localizar o endereço IP do conversor, o nome atribuído e informações adicionais.

Uma vez aberto o software (figura acima), ele procura automaticamente os conversores plugados na rede (LAN). Para efetuar sua programação dê um duplo clique sobre o mesmo, e o browser será aberto na tela de configuração (próxima figura).

Observações Importantes

Deixe habilitada apenas a conexão de rede onde há conversores instalados. O broadcast para localização do conversor acontece apenas na interface de rede padrão instalada do Windows. Assim, é necessário desligar todas as outras conexões de rede como: WiFi, 3G, e outras placas de rede instaladas no seu computador.

O Conversor sai de fábrica com o configurado com o endereço IP “192.168.1.1”, você pode acessá-lo diretamente usando um cabo de rede Cross. Mas, se houver DHCP na rede, ele adquirirá um novo IP. Aí então, será necessário usar o Ethernet Discoverer para localizar seu novo endereço IP.

Se o endereço IP do seu PC estiver fora da faixa do IP do Conversor o mesmo será encontrado pelo Ethernet Discoverer, mas o Browser não vai abrir a página de configuração residente no Conversor. Neste caso, vá em “Conexões de Rede” e atribua um IP fixo na mesma faixa do Conversor à sua interface de rede, e tente novamente.

Para retornar todas as configurações originais de fábrica, inclusive o endereço IP, segure o botão (tact switch) pressionado e alimente o Conversor. Quando o LED ficar aceso (sem piscar) solte o botão, que o conversor iniciou o procedimento de reset às configurações originais.

Configurações de usuário e senha

Ao clicar em qualquer uma das opções de configuração será exibida a tela de login, entre com o usuário e senha para que seja liberada a alteração de parâmetros. O usuário de fábrica é “admin” e a senha é “admin”.

Configurações administrativas

Esta tela tem a função de alterar o nome do usuário e a sua senha.

Configurações de rede

Endereço MAC – O Endereço MAC é dado por um CI (Circuito Integrado) SMT montado no Conversor. Isto garante que seu endereço MAC é único e exclusivo. De preferência não altere este campo. Porém, em muitas redes, os administradores validam também o MAC. Logo, este campo permite em caso de substituição do equipamento na rede, que seja criado um clone do equipamento para fins de manutenção. Mas lembre-se, nunca conecte o equipamento antigo com o novo na mesma rede.

Invisível – Torna o conversor invisível para localizadores.

Host Name – Nome do seu equipamento na rede.

Habilitar DHCP – Habilite este campo para utilizar ingressar em redes que tenham servidor.

DHCP (IP dinâmico) – Para usar IP fixo desabilite este campo.

MODBUS/TCP – Habilita o modo de comunicação

MODBUS/TCP.

Porta de Comunicação – Define por qual porta ocorrerá a comunicação TCP. No modo MODBUS a porta padrão é a 502.

Demais configurações de rede – Modo Servidor: Configura porta de conexão com outros equipamentos. Modo Cliente: Configura endereço IP e porta de conexão do servidor.

Configuração da porta serial

Na tela de configuração da porta serial são feitas as configurações de velocidade, bits de parada e paridade.

Após todas as configurações serem feitas o conversor já estará pronto para funcionar conforme desejado.

Solicite o manual do produto ou uma cotação

Leia também