Tecnologia GSM da Carmel Contribuiu Para a Detecção e Prevenção de Incêndios Durante as Paralimpíadas

Os especialistas da empresa Carmel Tecnologia aplicaram uma solução de telemetria que detectou situações de risco de incêndio nas instalações dos jogos.O parque Olímpico, a Vila Olímpica, o Riocentro, o Estádio Engenhão, a Marina da Glória, o Campo de Golfe Olímpico e o Complexo Esportivo de Deodoro estão entre os locais que foram monitorados 24 horas por dia pelos Dataloggers da Carmel.parque-olimpico-2

O Datalogger da Carmel Tecnologia foi lançado em 2016 para uso em diversas aplicações de telemetria. Os equipamentos consistem em uma solução multiplataforma projetado para monitorar o funcionamento de equipamentos e frotas. Através das conexões de entrada e saída analógicas e digitais o dispositivo pode adquirir o status de sinais como tensões, correntes e outras grandezas físicas.

datalogger-carmel

O Datalogger pode ser utilizado em estações meteorológicas na medição da velocidade do vento, temperatura, umidade e índices pluviométricos. O equipamento pode armazenar as leituras por muitas horas na eventualidade da interrupção da comunicação. Os dados podem ser recuperados via comunicação GPRS, pela conexão USB. A solução da Carmel reduz os custos de manutenção e de serviços de campo e permite diminuir o tempo para a detecção e solução de problemas com falhas e acidentes.

De acordo com Juatan Melga, fundador da Carmel Tecnologia, o Datalogger foi instalado em conjunto com detectores de fumaça nas instalações dos Jogos Paraolímpicos e os dados foram transmitidos utilizando a plataforma IoT da Telit para a rápida tomada de decisões de forma a combater e prevenir as ocorrências de incêndio. O funcionamento do sistema foi considerado um sucesso. A Carmel Tecnologia viabilizou a aplicação do sistema de telemetria com as tecnologias da Telit em módulos GSM, módulos GPS e plataforma IoT. Os dados são armazenados na nuvem.

A tecnologia da Carmel está no Datalogger DL2016 da Alfacomp

GPRS DL2016

Entre as muitas áreas de aplicação estão a telemetria de água e esgoto, agricultura, controle ambiental, industrias de óleo e gás, leitura remota de consumo de energia, gás e água, e monitoração de utilidades. O benefício básico dos sistemas wireless em GSM e GPRS reside na monitoração e controle com baixos custos e rapidez de implantação, distância virtualmente ilimitada entre remotas e centros de monitoração, independência de relevo e obstruções da visada, antenas de pequeno porte, e ainda a possibilidade de alarmes diretos para telefones celulares das pessoas responsáveis pelos serviços de monitoração. A tecnologia GPRS permite acesso seguro e direto às informações através do uso de tablets, smarphones e computadores. Adicionalmente, não existem gargalos de comunicação nas centrais de monitoração e servidores de dados de sistemas complexos de monitoração. Um roteador HDSPA utilizado na estação central pode fornecer velocidades de comunicação de até 10 Mbits/s quando são utilizados links fixos para o provedor dos serviços de telefonia.

A comunicação por exceção (quando a remota toma a iniciativa enviar dados dentro de circunstâncias pré-definidas) permite o recebimento rápido e simultâneo de informações das estações de campo, mesmo no caso de instalações contendo centenas de pontos de monitoração. Entre os benefícios da telemetria via GPRS estão:

  • supervisão on-line sem a necessidade de estabelecer conexões;
  • possibilidade de interação com qualquer remota a qualquer momento e em qualquer distância;
  • envio imediato de alarmes e informações sobre eventos importantes;
  • capacidade de monitoração e controle via dispositivos móveis;
  • acesso via internet de dados de estações remotas;
  • alarme de ameaças e prevenção de falhas antes que as mesmas aconteçam;
  • diagnósticos remotos;
  • controle de acesso e segurança.

Vantagens do GPRS sobre o GSM

O GPRS utiliza a mesma estrutura de comunicação que o GSM. Foi desenvolvido para a transmissão de dados tais como MMS (envio de textos e imagens), navegação na internet e M2M (machine-to-machine, comunicação entre máquinas). Entre as vantagens do GPRS sobre o GSM estão os menores custos de operação baseados em pacotes de dados mensais. A comunicação via GPRS acontece via internet com a utilização de protocolos padrão TCP/IP.

Datalogger DL2016

O Datalogger DL2016 da Alfacomp é um dispositivo capaz de coletar, armazenar, controlar, rastrear, enviar e receber dados via rede GSM/GPRS. Através das IOs que o equipamento possui, ele possibilita o controle e monitoramento de grandezas elétricas e ou físicas como, por exemplo, tensão, corrente, temperatura, velocidade do vento, nível de água, quantidade de chuva e também o controle de cargas de potência através dos três relés de saída. Estas IOs também podem ser lidas ou controladas através de comandos SMS.

DL2016 ALFACOMP

Possui interface para conexão de cartões do tipo SDCard, permitindo assim o armazenamento em massa das grandezas medidas em arquivos de texto, facilitando assim a sua coleta e visualização em computadores comuns. Também é possível fazer com que outros equipamentos comuniquem via internet através das interfaces RS232 e RS485. Na falta de energia, o datalogger é capaz de se manter em funcionamento por várias horas através de uma bateria conectada externamente. A carga da bateria é completamente gerenciada pelo próprio software interno do equipamento, evitando-se assim a preocupação em colocar baterias e gerenciadores de cargas extras.

Especificações Técnicas

Tensão de Alimentação 8 a 30 VCC
Carregador de bateria Para baterias de 7,2V/1500mAh
Interfaces Seriais RS232 e RS485
Protocolos Smart M2M, MQTT e MODBUS
Velocidade serial 110 a 256000 bps
Entradas Digitais 06 entradas digitais
Saídas Digitais 03 saídas digitais a relê
Entradas Analógicas 07 entradas analógicas de 12 bits
GPS Antena ativa externa
GPRS Entrada para dois SIM CARDs (SIM 1, SIM 2)
Consumo de energia 260mA Max
Temperatura de operação 0° a +60°C
Dimensões (montado em trilho DIN horizontal) 110 x 95 x 40mm

Por Eduardo Grachten

Aproveite esta oportunidade para conhecer o rádio modem mais popular do mercado

O KIT RÁDIO ENLACE 1 reúne os equipamento e materiais necessários para estabelecer a comunicação serial entre dois pontos. O padrão de comunicação pode ser em RS232 ou RS485. A velocidade serial admitida é de 1.200 a 115.200 bps. O alcance do enlace é de até 30 km com visada.  Exemplo de aplicação: comunicação entre CLP.Promoção Kit Rádio Enlace 900 MHz

Composição do KIT

  • 2 Rádio modem SPREAD SPECTRUM 900 Mhz RM2060 – 1W
  • 2 Cabo interno de RF com conectores SMA e N macho
  • 2 Protetor de surto de RF (Centelhador)
  • 2 Cabo externo de RF RGC213 – comprimento 10 metros – com conectores N macho
  • 2 Antena Yagi de 14 dBi
  • 2 Antena para teste em bancada
  • 1 Cabo de programação do rádio modem
  • 1 Conector para teste de loop back

Fale conosco: (51) 3029.7161 ou comercial@alfacomp.ind.br

Promoção válida até 16/09/2016 – limitado a uma unidade por CNPJ.

Como diminuir o espaço ocupado pelos relés no painel

Ocupando apenas 23 mm no trilho DIN, a interface relé ID2908 possui 8 relés isoladores, LEDs indicadores e conexões destacáveis.
ID2908 dimensões

Na busca constante por competitividade e redução de custos, a indústria de componentes eletro-eletrônicos procura oferecer dispositivos cada dia mais compactos, viabilizando assim montagens de quadros de comando menores e mais econômicos. Boa parte da área de um painel elétrico com muitas saídas digitais é destinada aos relés. Pois bem, imagine reduzir pela metade o espaço ocupado pelos relé no quadro de comando. Considerando relés medindo 6 mm de largura, por  exemplo, 64 relés enfileirados irão ocupar 38,4 cm.

ID2908 x acopladores

Utilizando 8 interfaces relé dotadas de 8 relés por módulo, o espaço ocupado é reduzido para 18,4 cm.

Conexões ID2908

Características

  • Tensão de acionamento: 24 VCC
  • Capacidade de comutação: 2A em 220 VCA
  • Indicação: 8 LEDs indicam o estado dos relés
  • Dimensões: Altura 88 x Largura 23 x Profundidade 74 mm (conectores incluídos)
  • Formato: Placa eletrônica em suporte metálico aberto e fixação para trilho DIN
  • Construção robusta de fácil manutenção
  • Troca rápida do módulo facilitada pelos conectores destacáveis

ID2908 aplicação
A propriedade industrial deste produto pertence a Alfacomp Automação Industrial Ltda.

Comunicação serial em ambiente industrial

Interfaces industriais Ethernet / RS232 / RS485 / Wireless alimentadas em 24V (10 a 30V), encapsuladas em gabinete metálico resistente e ocupando pouco espaço no trilho DIN, estes 4 módulos permitem interconectar equipamentos industriais dotados de interfaces seriais de comunicação em aplicações de controle e automação. Desde poucos metros até dezenas de quilômetros, via cabo ou via rádio, comunique CLPs, IHMs, PCs, conversores de frequência, medidores e sensores diversos.

CS485-V – Conversor serial RS232 para RS485

O conversor serial CS485-V consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão do padrão serial RS232 em RS485. De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN e pode ser alimentado por tensão CC de 10 a 30V. O conversor suporta taxas de comunicação de 1200 a 57600 bps sem necessidade de ajustes. O padrão RS485 permite a comunicação de até 32 dispositivos em distâncias de até 1200 metros.

Conversor RS232 RS485 CS485V

Tensão de Alimentação: 10 a 30 VCC
Porta serial 1: RS232 (RJ12)
Porta serial 2: RS485 (Borne destacável com 5 conexões)
Velocidade serial: 1200 a 57600 bps
Consumo de energia: 70 mA mA
Temperatura de operação:-40° a +80°C
Dimensões: A79 x L 23 x P 58 mm (conectores incluídos)
A porta RS485 é dotada de dispositivos TVS para proteção contra surtos de tensão

CS-Ethernet – Conversor Ethernet para RS232 e RS485

O conversor CS-Ethernet consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para conversão do padrão TCP/IP para serial RS232/RS485.

CS-Ethernet

De formato adequado para montagem em painéis elétricos de automação industrial, é alojado em gabinete metálico para encaixe em trilho DIN e pode ser alimentado por tensão CC de 10 a 30V. O conversor suporta taxas de comunicação de 300 a 230400 bps nas portas RS232 e RS485, sem necessidade de ajustes. O padrão RS485 permite a comunicação de até 32 dispositivos em distâncias de até 1200 metros.

Tensão de Alimentação: 10 a 30 VCC
Porta Ethernet: RJ45
Velocidade Ethernet: 10Mbps
Protocolos: DHCP, TCP/IP, TCP/IP-MODBUS
Porta serial 1: RS232 (RJ12)
Porta serial 2: RS485 (Borne destacável com 5 conexões)
Velocidade serial: 300 a 230400 bps
Consumo de energia: 240 mA Max
Temperatura de operação: 0° a +70°C
Dimensões (montado em trilho DIN horizontal) A70 x L25 x P60 mm
A porta RS485 é dotada de dispositivos TVS para proteção contra surtos de tensão

RM2071 – Rádio modem em 2.4 GHz

O transceptor RM2071 incorpora circuito pré-amplificador com sensibilidade de (–100) dBm. Sua construção robusta e a simplicidade de utilização o tornam perfeito para a comunicação de dados em chão de fábrica. O equipamento dispensa licença de operação junto à Anatel e consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para comunicação wireless utilizando tecnologia Spread Spectrum na faixa dos 2.4 GHz. Operando de forma transparente, permite construir redes ponto-a-ponto ou ponto-multiponto. Rádio Modem RM2071

Potência de saída: 60 mW
Alcance 100 m em ambiente fechados e 1600 metros com antenas direcionais e visada
Baud rate serial: 1200 a 115.2 kbps
Baud rate de RF: 250 kbps
Sensibilidade do receptor: -100 dBm
Faixa de operação ISM 2.4 GHz
Tecnologia: IEEE 802.15.4 — DSSS (Direct Sequence Spread Spectrum)
Topologia de rede: Ponto a ponto e ponto-multiponto
Número de redes: 13
Conexão RF: SMA fêmea
Conexão serial: RS232 (RJ12)
Conexão serial: RS485 (Borne destacável modelo STL(Z) – Juntamente com a alimentação)
Tensão: 10 a 30 VCC
Consumo de energia: 100 mA durante transmissão e 80 mA fora de transmissão (em 12 V).
Temperatura de operação: -40° a +80°C
Dimensões: A80 x L25 x P98 mm

RM2060 – Rádio modem em 900 MHz

O transceptor RM2060 incorpora circuito pré-amplificador de sensibilidade ampliada na etapa de recepção (-110 dbm). A maior sensibilidade o torna mais apropriado às aplicações de distância estendida. O equipamento dispensa licença de operação junto à Anatel e consiste em uma solução de alto desempenho e baixo custo para comunicação wireless utilizando tecnologia Spread Spectrum na faixa dos 900 MHz. Operando em arquitetura servidor/cliente, permite construir redes ponto-a-ponto ou ponto-multiponto.

Rádio Modem RM2060

Potência de saída: 1000mW
Alcance de até 32 km com visada
Baud rate serial: 1200 a 115.2 Kbps
Baud rate de RF: 76.8 kbps
Sensibilidade do receptor: -110 dBm típico
Faixa de operação 902-928 MHz
Tecnologia: Frequency Hopping Spread Spectrum (Espalhamento Espectral por Saltos de Freqüência)
Topologia de rede: Ponto a ponto e ponto-multiponto
Número de canais 50
Segurança: Identificador ID de um byte. Chave de encriptação de 56 bits.
Conexão RF: SMA fêmea
Serial RS232: RJ12 macho
Serial RS485: Borne destacável modelo STL(Z) – Juntamente com a alimentação
Tensão: 10 a 30 VCC
Consumo de energia: 800 mA durante transmissão e 40 mA fora de transmissão (em 12 V).
Temperatura de operação: -40° a +80°C
Dimensões: A80 x L25 x P98 mm

Controle a água e esgoto de sua cidade

FENASAN 2015

Controle a água e o esgoto de sua cidade

Telemetria de água e esgoto

O que e a TELEMETRIA DE ÁGUA E ESGOTO?

Trata-se da automação, monitoração e controle, em tempo real, de reservatórios e elevatórias de água e esgoto, ETAs e ETEs via rádio.

Por que implantar?

Em um município sem sistema de telemetria, é a população que avisa a companhia de água e esgoto quando ocorre uma falha no abastecimento.

O sistema de telemetria é necessário para:

Garantir o abastecimento da população;

  • Monitorar em tempo real o funcionamento de estações elevatórias, reservatórios, medidores de vazão e demais dispositivos elétricos e hidráulicos do sistema;
  • Armazenar e apresentar dados históricos sobre a qualidade do abastecimento;
  • Alarmar vazamentos, falhas de operação, falhas de equipamentos, intrusões, valores anormais de níveis, pressões e vazões;
  • Prevenir e minimizar perdas;
  • Enfim, garantir a qualidade dos serviços prestados.

Por que Alfacomp?

Somos a única empresa brasileira fabricante de rádios modem, fornecendo sistemas de telemetria de água e esgoto com tecnologia aberta, protocolos de comunicação de uso comum e não proprietário, utilizando CLPs de mercado e software supervisório de mercado.

Vantagem de nossa solução:

  • Possuímos o melhor custo-benefício;
  • Tecnologia aberta que permite ampliar o sistema utilizando qualquer marca de CLP que comunique por MODBUS;
  • Software supervisório em Elipse E3 com amplo calendário de treinamentos;
  • Rádios modem fabricados no Brasil com suporte e manutenção nacionais;
  • 18 anos de experiência em automação do saneamento.

Quais empresas de saneamento operam com equipamentos Alfacomp?

Empresas onde nosso equipamentos estão instalados

Como funciona o CCO (Centro de Controle e Operação)?

Dotado de computadores e monitores, o CCO permite que a equipe de operação supervisione e controle o funcionamento de todo o sistema de abatecimento de água do município. Do centro de operações é possível comandar de forma automática e manual o funcionamento de elevatórias, reservatórios, boosters, válvulas, comportas, macro medidores de vazão e qualquer outro dispositivo eletromecânico. Toda a comunicação se dá via rádio.

Como funciona a automação das estações?

Painéis de telemetria, constituídos de quadros elétricos dotados de CLP, rádio modem, fonte de alimentação com bateria e interfaces analógicas e digitais são instalados nos reservatórios, elevatórias de de água e esgoto, pontos de macro medição, válvulas atuadoras e VRPs, ETAs e ETEs.

Rádios modem livres de licença de utilização junto a Anatel estabelecem a comunicação entre o CCO e as estações.

CLPs fabricados no Brasil, programados em LADDER e comunicando em protocolo MODBUS RTU, controlam a monitoram a estação.

Baixe o manual do painel de telemetria PT5501

Como especificar um sistema de telemetria de água e esgoto?

O primeiro passo é o levantamento de campo, quando são coletadas as informações sobre os pontos de interesse, a saber: reservatórios, elevatórias de água e esgoto, boosters, pontos e macro medição, VRPs, ETAs, ETEs, e qualquer outra instalação que se deseje monitorar e controlar. O resultado deste levantamento é uma lista de informações contendo:

  • Descrição da instalação com a lista de instrumentos, parâmetros hidráulicos e elétricos, volumes, pressões, níveis, potências, etc;
  • Foto das instalações com estimativas de altura das edificações e reservatórios;
  • Coordenadas geográficas de cada ponto, preferencialmente em graus, minutos e segundos.

Com base nas informações enviadas, nossa equipe cria um anteprojeto descrevendo em detalhes a tecnologia que será fornecida para automatizar, monitorar e controlar as instalações de saneamento do município. O cliente recebe então um manual de anteprojeto e uma planilha orçamentária contendo os valores de investimento para cada ponto de automação.

O manual de anteprojeto do sistema de telemetria de água e esgoto do município tem o formato do documento a seguir, que pode ser obtido clicando na imagem abaixo.

Baixe o manual de anteprojeto típico

Solicite um estudo de viabilidade para implantar um sistema de telemetria de água e esgoto em seu município.

(51)3029.7161  – http://www.alfacomp.ind.br

A medição de grandezas elétricas

FENASAN 2015Os registradores de grandezas elétricas ST9250R atuam como poderosos sistemas de monitoramento de energia elétrica, avaliando de forma contínua e em tempo real a tensão e a corrente nas três fases pelo método True RMS, permitindo o cálculo preciso de todos os itens de interesse. Os parâmetros do registrador podem ser ajustados no próprio equipamento, através de uma interface amigável ou via interface serial padrão elétrico RS-485, pelo protocolo MODBUS-RTU.

Multimedidor elétrico ST9250R

Funcionamento

A partir das grandezas lidas (tensão e corrente nas três fases), o ST9250R exibe, sequencialmente, as seguintes medidas: tensão fase-neutro, tensão fase-fase, tensão no primário (somente se TP ≠ 1), corrente, fator de potência por fase, fator de potência total, potência ativa por fase, potência ativa total, potência aparente por fase, potência aparente total, potência reativa por fase, potência reativa total, consumo ativo, consumo reativo, demanda ativa, demanda reativa, demanda média ativa, demanda máxima ativa, demanda média apar­ente, demanda máxima aparente, frequência, falta de kVAr por fase, falta de kVAr total, excesso de kVAr por fase, excesso de kVAr total, tempo de funcionamento, vazão média e volume do fluxo de água e gás, distorção harmônica total e conteúdo harmônico até a 49ª componente impar.

Diagrama de ligações do ST9250R

Características técnicas

  • Entrada trifásica
  • Display simultâneo das três fases
  • Ligação delta ou estrela, com ou sem neutro
  • Relação de TC x/5A
  • Medição de tensão até 600VCA ou com TP
  • Memória para 12.000 registros
  • Porta serial RS485 e protocolo MODBUS RTU
  • Cálculo de harmônicos até 49a
  • True RMS
  • Alimentação independente de 80 a 270 VCA
  • Caixa DIN 98x98x75
  • Fixação em trilho DIN
  • Software supervisório

Acessórios compactos para a montagem de painéis elétricos

FENASAN 2015

Economize espaço nos painéis de comando com estes módulos

O módulo Alfacomp SW3300 foi projetado para compor painéis elétricos de comando e automação e integra as seguintes funções:
– Seccionamento
– Proteção contra sobre corrente por meio de fusíveis
– Proteção contra sobre tensões por meio de varistores
– Tomada bipolar com terra padrão ABNT
– Sinalização luminosa de energização
Por incluir diversas funções em um módulo único, o dispositivo simplifica a montagem do quadro e contribui para lay-outs mais compactos.

O Iluminador de Painel SW3301 desempenha as seguintes funções:
– Iluminação de painéis elétricos compactos;
– Sinalização de porta aberta;
– Chave fim de curso.
De dimensões compactas, o SW3301 pode ser alimentado por 24VCC, 110VCA ou 220VCA.
A chave fim de curso é do tipo NF. Quando a porta do painel é aberta, a chave é liberada, acionando a iluminação e acionando o relé que fecha o contato NA do conector.
O contato NA pode ser ligado à uma entrada digital de clp, alarmando que a porta esta aberta.

Conectado a 8 saídas digitais em 24V de um CLP, o módulo ID2908 disponibiliza 8 saídas a relé, independentes e isoladas. As bobinas dos relés tem uma ligação em comum no borne 0V. Ocupando apenas 23 mm no trilho DIN, o módulo funciona como borneira, simplificando a montagem de quadros de comando e economizando espaço. 8 Leds indicam o estado dos relés. As conexões são por bornes destacáveis, facilitando a troca rápida de módulos.

Visite a Alfacomp na FENASAN 2015

Fenasan 2015 / CongressoTécnico AESabesp

O maior evento técnico e mercadológico da América Latina em Saneamento Ambiental

A Fenasan – Feira Nacional de Saneamento Ambiental – 2015, promovida anualmente pela AESabesp – AssociaçãoFENASAN 2015 - AESABESP dos Engenheiros da Sabesp, será realizada em conjunto com o 26º Congresso Técnico AESabesp, nos dias 4, 5 e 6 de agosto, no Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte, em São Paulo – SP, cujo tema central: “A crise da água e suas consequências no sec. XXI” traz uma das mais importantes discussões da atualidade.

Esta realização, que em 2015 completará 26 anos, é considerada o maior evento técnico e mercadológico do setor de saneamento na América Latina. A expectativa é de reunir mais de 250 expositores nacionais e internacionais (no site www.fenasan.com.br  está a lista dos já confirmados) com a estimativa de público em cerca de 20.000 visitantes. Frequentado por um público de elevado nível técnico, o evento irá dispor uma ilha de orientação aos visitantes, com monitores nos idiomas português, inglês e espanhol.Alfacomp na FENASAN 2014 (40)

Aberta à visitação gratuita, a Feira tem como principal objetivo difundir as tecnologias em uso, as inovações tecnológicas e todas as ações importantes do saneamento ambiental, um dos setores mais importantes para o funcionamento da infraestrutura do País. Pela primeira vez será estruturado um Fórum de Tecnologias trazidas pelos expositores, no interior do espaço de exposição da Fenasan.

Já o Congresso Técnico concentrará mesas redondas, minicursos de especialização e diversas palestras técnicas, de autorias de docentes de universidades, de técnicos de Companhias de Saneamento de todo o País e muitos vindos do exterior e de grupos privados. Até o momento, seis formações de mesas, pertinentes ao tema da escassez hídrica e uso racional da água, já estão definidas. São elas:

  • A crise da água e suas consequências no século XXI (conferência título na abertura do Congresso);
  • Dessalinização como alternativa para abastecimento;
  • Água de reuso para fins potáveis e recarga de aquíferos e mananciais;
  • Impactos dos eventos climáticos nos recursos hídricos para o desenvolvimento econômico;
  • Universalização do saneamento e mobilização social em comunidades de baixa renda;
  • As consequências da exploração desordenada das águas subterrâneas em tempos de escassez de água.Alfacomp na FENASAN 2014 (7)

No encerramento, em 06 de agosto, está prevista a solenidade de entrega do Troféu AESabesp às empresas que mais se destacaram na Fenasan. As categorias contempladas serão Melhor Estande, Melhor Atendimento a Cliente, Inovação Tecnológica e o prêmio Destaque Fenasan 2015, para a empresa que obtiver a maior pontuação em todos os critérios. E também haverá a entrega do Prêmio “Jovem Profissional”, voltado a autores, com até 30 anos, que desenvolverem os melhores projetos para o saneamento ambiental.

Visite o site oficial do evento: www.fenasan.com.br

Fenasan: Feira Nacional de Saneamento e Meio Ambiente

  • Data: 4, 5 e 6 de agosto de 2015
  • Horário: 12 às 19 horas (visitação gratuita)
  • Observação: entrada permitida só para maiores de 16 anos

Congresso Técnico AESabesp

  • Data: 4, 5 e 6 de agosto de 2015
  • Horário: 9 às18:30 horas (participação mediante inscrições)
  • Promoção: Associação dos Engenheiros da Sabesp ( www.aesabesp.org.br )
  • Local: Pavilhão Vermelho do Expo Center Norte
  • Endereço: Rua José Bernardo Pinto, 333 – São Paulo – SP
  • Disponibilidade no local: Estacionamento, Restaurante e Wi-Fi.
  • Mais informações nos sites: www.fenasan.com.brwww.aesabesp.org.br

vila haro