Transmissor de pressão

O transmissor de pressão TP20 permite a medição de pressão em líquidos e gases sob pressão de 100 mbar a 600 bar para aplicações industriais com o melhor custo-benefício do mercado.

Características principais

  • Faixas de medição de 100 mbar a 600 bar
  • Precisão de ±0.5% (Tip.), ± 0.25% Fundo de escala
  • Compensado em temperatura
  • Corpo em aço inoxidável
  • Diversas formas de conexão de pressão e elétrica
  • Saída em 4 a 20 mA, I2C, Modbus e Hart

Aplicações

  • Hidráulica e pneumática
  • Máquinas
  • Bombeamento
  • Indústria química

Princípio de funcionamento do transmissor de pressão

Transmissor de pressão

Os transmissores de pressão consistem basicamente de três partes: uma membrana elástica que deforma quando exposta à pressão, um transdutor elétrico/eletrônico que detecta a deformação, alterando suas propriedades elétricas, e um circuito eletrônico que converte a medição em um sinal elétrico que pode ser utilizado por equipamentos indicadores e controladores. O sensor utilizado pode ser do tipo resistivo, capacitivo ou indutivo.

A versão mais popular é o circuito resistivo na forma de um strain gauge. Um transdutor strain gauge é colado à membrana que sofre deformação proporcional à pressão aplicada. A deformação transmitida ao strain gauge resulta em uma alteração da resistência que é medida e transformada no sinal de saída do transmissor.

O formato de sinal mais utilizado é a saída em corrente em 4 a 20 mA.

A pressão normalmente é especificada em bar (do grego barys) ou mca (metros de coluna d’água). 1 bar = 10,197 mca.

O CLP ou controlador que recebe o sinal do transmissor de pressão deve ser parametrizado para refletir a medição de acordo com os níveis máximos e mínimos de pressão.

Especificações técnicas:

  • Faixas de medição: de 100 mbar a 600 bar
  • Sobrepressão: 1,5 x Fundo de Escala (FE ≤ 250 bar), 1,2 x FE (FE ≥ 300bar)
  • Temperatura de operação: -25 a +85 °C, 0 a 125 °C
  • Temperatura de compensação: -10 a +70 °C
  • Vibração: 2 g RMS (20 to 2000 Hz)
  • Choque: 10 g (10ms)
  • Ciclos: 10 x 105 ciclos
  • Sinal de saída: 4 a 20 mA, 1 a 5 VCC, 0,5 a 4.5 VCC, 0 a 10 VCC, 0 a 2,5 VCC, RS485, I2C, HART
  • Alimentação:  12 a 36 VCC, 5 VCC, 3,3 VCC
  • Resistência de carga: < (V.Alimentação – 12) / 0,02 A para a versão 4 a 20 mA
  • Resistência de isolação: 100 MΩ a 50 VCC
  • Teste EMC: IEC61000-6-2/IEC61000-6-3
  • Invólucro: aço inox 304 e 316
  • Diafragma: aço inox  316L, Cerâmico, Alloy titânio, Tântalo
  • Proteção: IP65, IP66, IP67, IP68
  • Precisão (% Fundo de escala): ±0,5 tip, ±0,75 max
  • Coeficiente de temperatura – Zero (% Fundo de escala): ±0,75 tip, ±1,5 max
  • Coeficiente de temperatura – Span (% Fundo de escala): ±0,75 tip, ±1,5 max
  • Estabilidade no longo prazo (% Fundo de escala): ±0,3 tip, ±0,5 max

Faixas de medição

Definição: Pressão Absoluta tem o zero referenciado ao vácuo perfeito, então é igual a Pressão Gauge somada a pressão atmosférica. Pressão Gauge tem o zero referenciado à pressão atmosférica ambiente, portanto é igual a Pressão Absoluta menos a pressão atmosférica.

Pressão Gauge

    Cod.         Faixa [bar]  

  • 0001        -0.6…0
  • 0002        -0.4…0
  • 0003        -0.25…0
  • 0004        -0.1…0
  • 0005        -1…0
  • 0006        -1…+1
  • 0007        -1…+3
  • 0008        -1…+9
  • 0009        -1…+15
  • 0010        -1…+16
  • 0011        0…0.1
  • 0012        0…0.16
  • 0013        0…0.25
  • 0014        0…0.4
  • 0015        0… 0.5
  • 0016        0…1
     Cod.         Faixa [bar]

  • 0017        0…1.6
  • 0018        0…2.5
  • 0019        0…4
  • 0020        0…6
  • 0021        0…10
  • 0022        0…16
  • 0023        0…25
  • 0024        0…40
  • 0025        0…60
  • 0026        0…100
  • 0027        0…160
  • 0028        0…200
  • 0029        0…250
  • 0030        0…300
  • 0031        0…400
  • 0032        0…600

Pressão Absoluta

    Cod.         Faixa [bar]  

  • 0033        0…0.4
  • 0034        0…0.6
  • 0035        0…1
  • 0036        0…1.6
  • 0037        0…2
  • 0038        0…2.5
    Cod.         Faixa [bar]  

  • 0039        0…4
  • 0040        0…6
  • 0041        0…10
  • 0042        0…16
  • 0043        0…25
  • 0044        0.8…1.2

Dimensões do transmissor de pressão

Transmissor de pressão

Dimensões das conexões de pressão

Transmissor de pressão

Conexões elétricas

Transmissor de pressão

Formação do código do transmissor

Transmissor de pressão utilizado na medição de nível

Quando dispomos de acesso à tubulação de saída na base do reservatório, podemos utilizar transmissores de pressão para a medição do nível.

O transmissor de pressão irá funcionar segundo o mesmo princípio de funcionamento do transmissor de nível hidrostático, com as seguintes vantagens:

  • Menor custo;
  • Acesso externo e facilitado (em tubulações maiores se pode utilizar colares de tomada para instalar o sensor);
  • Possibilidade de isolar galvanicamente o sensor pela utilização de conexões ou mangueiras plásticas, conferindo assim mais proteção contra surtos elétricos que podem danificar os sensores.

Solicite informações adicionais ou uma cotação

Leia também